top of page

Últimas semanas de “Todas as coisas maravilhosas” com Kiko Mascarenhas

Em cartaz no Teatro Poeira, o espetáculo “Todas as coisas maravilhosas” , que está chegando ao fim de sua temporada, é uma homenagem e um elogio à vida. Ele trata de uma temática delicada com sutileza, guiando o público para uma redescoberta de pequenas alegrias.

Últimas semanas de “Todas as coisas maravilhosas” com Kiko Mascarenhas
Imagem: Gab Lara

Conduzida por Kiko Mascarenhas, a encenação conta a história de um menino que descobre que sua mãe sofre de depressão, e começa a escrever listas de todas as coisas maravilhosas que podem fazê-la recuperar a vontade de viver e deixar em locais estratégicos, para que ela encontre e redescubra “motivos” para continuar viva.


Este é o primeiro monólogo da carreira de Kiko, que agora chega aos seus 40 anos entre palcos, televisão e cinema. Com texto dos ingleses Duncan MacMillan e Joe Donahuer e direção de Fernando Philbert, só fez uma curta temporada antes da pandemia no Rio.


O texto já teve montagens em outros países, e chegou inclusive a receber críticas boas no The New York Times. Nesta, o público também faz parte do espetáculo, sendo convidados por Kiko a ajudarem na confecção da lista e também a representarem algum personagem da vida do menino em questão.


Como numa grande brincadeira coletiva, o ator recria um universo repleto de imaginação (do personagem quando menino) e memórias (do personagem conforme vai crescendo), lançando mão de objetos simples do cotidiano como papel e lápis, caixas, meias, objetos de uso pessoal.


O espetáculo fica em cartaz até o dia 27 de agosto, de quinta à sábado às 21h e domingo às 19h e os ingressos estão disponíveis pelo Sympla.


Comments


bottom of page