top of page

Últimas semanas do espetáculo "De Mãos Dadas Com Minha Irmã", que conta com a narração de Léa Garcia

A guerreira iorubá "Obá" - orixá pouco conhecida no Brasil - é a protagonista do espetáculo “De Mãos Dadas com Minha Irmã” que além de contar uma história de irmandade feminina com narração de Léa Garcia, também celebra os 18 anos da Cia. Os Crespos.


Últimas semanas do espetáculo "De Mãos Dadas Com Minha Irmã", que conta com a narração de Léa Garcia
Imagem: Isabel Praxedes e Mariana Ser

Com interação com desenhos animados, a peça Infanto-juvenil traz duas telas de projeção no cenário, onde a atriz, Lucélia Sergio, interpreta Obá e interage com personagens animadas. A história de irmandade feminina está sob a direção de Aysha Nascimento e possui dramaturgia de Lucélia Sergio.


Gestado desde meados de 2018, a peça representa um marco nos 18 anos de trajetória d'Os Crespos - companhia de teatro que fundou em parceria com o ator Sidney Santiago Kuanza e diversos outros artistas em 2005.


Para "De Mãos Dadas com Minha Irmã", a companhia aposta em projeções mapeadas de cenários e personagens virtuais que contracenam com Lucelia no palco, para dialogar com crianças e jovens. A direção musical fica por conta de Beth Beli, do Bloco afro Ilú Obá de Min e conta com as vozes de Ailton Graça, Fabiana Cozza, Alzira Espíndola, Lenna Bahule entre outros, para as canções e personagens animadas.


A trama conta a história de Obá, uma heroína que sai de sua terra com a missão de salvar seu povo de uma terrível seca. Longe da sua gente ela perde a memória e tudo o que sabe sobre si é o pouco que lhe contam. Ela terá de entrar no fundo da floresta das feiticeiras ancestrais para encontrar água e reencontrar sua identidade. Mas, para salvar a si mesma e ao seu povo, Obá terá de escutar todas as águas do universo.


De mãos dadas com Minha Irmã” fica em cartaz até o dia 17 de dezembro no Sesc Bom Retiro, sexta dia 1/12 às 10h e domingos e feriados às 12h. Os ingressos estão disponíveis diretamente no site do Sesc, ou na bilheteria do espaço, crianças até 12 anos não pagam.


Comments


bottom of page