top of page

Ana Carbatti leva o solo 'Ninguém Sabe Meu Nome' para São Paulo


Ana Carbatti leva o solo 'Ninguém Sabe Meu Nome' para São Paulo
Foto: Daniel Barboza

A atriz Ana Carbatti, conhecida por sua destacada carreira no teatro, televisão e cinema, apresenta o solo "Ninguém Sabe Meu Nome" em São Paulo. O espetáculo estará em cartaz no auditório do Sesc Pinheiros de 3 a 26 de agosto, com apresentações de quinta a sábado, às 20h.


Com dramaturgia de Mônica Santana e direção artística de Inez Viana e Isabel Cavalcanti, a peça se propõe a criar uma reflexão sobre os códigos racistas presentes na sociedade, seus impasses, impactos e possíveis propostas de reparação histórica. A trama gira em torno de Iara, uma mãe preta de meia-idade, que busca educar e orientar seu filho em um país que não o reconhece como igual, mesmo sendo detentor da maior população preta fora do continente africano.


No espetáculo, Iara acorda de um pesadelo no qual seu filho teria desaparecido, o que a faz questionar sua existência e função na sociedade. Ela se depara com o dilema de educar seu filho para que ele cresça em sua pureza ou prepará-lo desde cedo para enfrentar uma sociedade que não o acolhe. A peça proporciona uma conversa íntima com o público, onde Iara compartilha suas angústias, medos e esperanças, expondo seu corpo tão marcado quanto belo, tão liberto quanto invisível.

O espetáculo traz à tona a necessidade de refletir sobre o racismo no Brasil e a violência sofrida pela população preta, além de repensar a história do país, que foi fundado a partir do massacre violento de muitos pela elite privilegiada. Através do teatro, a obra busca estabelecer um diálogo amoroso com a audiência, buscando a igualdade e a liberdade tão essenciais para a sociedade.


Com uma carreira de destaque de quase 40 anos no teatro, televisão e cinema, Ana Carbatti protagoniza um espetáculo intenso e relevante, que aborda temáticas essenciais para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.


"Ninguém Sabe Meu Nome" apresenta Iara, uma mulher preta e mãe de um menino também preto. Em uma conversa íntima com o público, ela questiona sua existência e função na sociedade: educar seu filho para que cresça em sua pureza ou prepará-lo desde cedo para enfrentar uma sociedade que não o reconhece como igual. A peça aborda questões raciais e desafia os padrões impostos pela sociedade, buscando um diálogo amoroso em prol da liberdade e igualdade.


Ninguém Sabe Meu Nome

Temporada: 3 a 26 de agosto de 2023, de quinta a sábado, às 20h

Sesc Pinheiros – Auditório (3º andar) – Rua Paes Leme, 195, Pinheiros

Ingressos: R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia entrada) | R$ 10 (credencial plena)

Classificação:12 anos

Duração: 60 minutos

Acessibilidade: teatro acessível para cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida.


Foto: Daniel Barboza

Comments


bottom of page