top of page

Espetáculo de Dinah Feldman fala sobre ser mulher às vésperas do dia dos pais

Hoje (12), ao meio dia na Oficina Cultural Oswald de Andrade, Dinah Feldman apresenta “Yentl - a menina que queria estudar”, um espetáculo sobre ser mulher em uma sociedade machista, sobre direitos iguais, religião, feminismo entre outros temas correlatos.


Espetáculo de Dinah Feldman fala sobre ser mulher às vésperas do dia dos pais
Imagem: Ronaldo Gutierrez

Yentl é um trabalho literomusical, para jovens e adultos, baseado no conto Yentl, o menino da Yeshiva, do escritor polonês Isaac Bashevis Singer. Além do conto-base que inspirou o trabalho e o diálogo com a dramaturgia musical criada para a obra, Dinah une na narrativa textos de outras artistas, poetas e pensadores, buscando uma perspectiva contemporânea para a história de Yentl, mulher que finge ser um homem para realizar seu sonho de poder estudar.


O espetáculo, que tem por volta de uma hora, acontece como uma contação de história, que se mescla com trechos de textos diversos, isso com uma trilha ao vivo, que conduz toda a narrativa, além da presença de uma intérprete de libras (fato esse que não é esporádico, e ocorre em todas as sessões do espetáculo).


A peça faz parte também de um projeto de pesquisa maior da atriz, o Papo de Menarca, esse que dialoga com o universo feminino e o ciclo menstrual. Ele surgiu durante a pandemia, quando Dinah passou a realizar lives com outras artistas e colegas, que por acaso estavam mais próximas da menopausa, para falar de assuntos relacionados à menstruação.


Ao perceber a carência de acolhimento de muitas dessas mulheres para poder dialogar e refletir sobre assuntos tidos como tabu, como a própria menarca, papéis de gênero, feminilidade e sexualidade, a artista pensou em uma trilogia artística, que começa com esse espetáculo. As demais obras ainda não foram apresentadas ao público, mas envolvem um documentário e uma performance.


A apresentação de hoje do espetáculo acontece durante o festival ERUV, uma festa de bairro e também uma ocasião para mudar de frequência, freando o ritmo do dia a dia e transformando o que costuma ser um espaço público em algo mais específico: um espaço comum, promovido pela Casa do Povo.


Yentl será apresentado ao meio-dia, e o espaço comporta até 20 pessoas, com ingressos gratuitos, bastando retirá-los, a partir de uma hora antes, na bilheteria do espaço.


コメント


bottom of page