top of page

Espetáculo que esteve nos festivais internacionais desembarca setembro em São Paulo

Criatura - Uma Autópsia” é um solo apresentado pela atriz Bruna Longo, que tem como base uma fricção entre o romance Frankenstein, ou O Prometeu Moderno e a vida da autora da obra, Mary Wollstonecraft Godwin.


Espetáculo que esteve nos festivais internacionais de Turquia, Cabo Verde e Angola desembarca em setembro em São Paulo
Imagem de: Danilo Apoena

O projeto que volta em setembro para a Oficina Oswald de Andrade, onde estreou em 2019, é fruto de dois anos de trabalho e pesquisas, e originalmente seria apenas uma adaptação para o palco da obra Frankenstein, no entanto a atriz foi notando que a história de Mary Shelley e a que escreveu se cruzavam, e uma se impunha a outra.


Bruna teve a possibilidade de viajar para Londres a convite da Bodleian Libraries da Universidade de Oxford e do curador do acervo especial Stephen Hebron, e lá teve acesso total aos diários, cartas e manuscritos originais de Mary Shelley, reservado geralmente apenas a acadêmicos ligados a grandes centros de pesquisa.


Estes documentos foram base para a criação da nova narrativa, que ficou pronta dois anos depois, e se tornou uma autópsia de um romance e de uma personagem, revelando as entranhas, artérias, musculatura de dores pessoais e universais.


Em 2019, quando o espetáculo estreou, a atriz foi indicada ao APCA de Melhor Atriz, Em 2021, cumpriu circulação em versão audiovisual por quatro teatros da cidade de São Paulo como parte do Projeto Anônimo Muitas Vezes Foi Mulher, idealizado por Bruna e contemplado pela 11 a Edição do Prêmio Zé Renato.


Em 2022 o espetáculo participou da Mostra Solo Mulheres, no Teatro de Contêiner (São Paulo), Festival Monofest22, organizado pelo Tyiatro Medresesi em Sirince, Turquia, e do Festival Internacional de Teatro do Mindelo Mindelact, em Cabo Verde. Em 2023 participou do Festival Internacional de Teatro e Artes organizado pelo Elinga Teatro, em Luanda, Angola, e voltou a São Paulo em circulação por teatros públicos como parte do projeto Memento Mori . Memento Vivere – Ou Precisamos falar sobre a morte, contemplado pela 16ª Edição do Prêmio Zé Renato.


Espetáculo que esteve nos festivais internacionais de Turquia, Cabo Verde e Angola desembarca em setembro em São Paulo
Imagem: Danilo Apoena

Agora a obra volta aos palcos dos dias 26 a 30 de setembro, de terça a sexta, às 19:30h, e no sábado, às 18h, na Oficina Cultural Oswald de Andrade com ingressos gratuitos. Para adquirir, basta chegar com uma hora de antecedência e retirar na bilheteria do local.


Comments


bottom of page