top of page

"Medea" continua em cartaz na Vila Maria Zélia com temporada prorrogada

A aclamada produção "Medea", com texto de Mike Bartlett, recebe uma prorrogação em sua temporada na Vila Maria Zélia. Esta versão inglesa e contemporânea do clássico de Eurípedes traz à tona questões profundas sobre uma sociedade marcada pelo machismo estrutural, revelando-se uma peça emblemática para os dias atuais.


"Medea" continua em cartaz na Vila Maria Zélia com temporada prorrogada
Imagem: Jonatas Marques

Com uma trajetória de 10 anos, a Cia do Sopro, composta por Fani Feldman, Rui Ricardo Diaz, Plínio Meirelles e Antonio Januzelli, apresenta esta montagem que mergulha na vida de uma mãe negligenciada, traída e acuada, entre a gravidez e o puerpério. A protagonista, inserida em uma realidade de violências físicas e emocionais diárias, representa a luta e a dor das mulheres que enfrentam o machismo estrutural.


"Medea" ressoa fortemente com o Brasil contemporâneo, um país assolado por notícias diárias de abuso e feminicídio, tornando-se uma voz importante e urgente para o público brasileiro.


A temporada da peça foi estendida até o dia 31 de março, com apresentações de quinta a sábado, às 20h, e no domingo, às 19h. Os ingressos são gratuitos às quintas e sextas-feiras.


Comments


bottom of page