top of page

"Mussum: O Filmis" é o grande vencedor na 51ª edição do Festival de Gramado


"Mussum: O Filmis" é o grande vencedor na 51ª edição do Festival de Gramado
Foto: Edison Vara/Agência Pressphoto

O Festival de Gramado, em sua 51ª edição, prestigiou a cinebiografia "Mussum: O Filmis" ao conceder-lhe o prêmio Kikito de Melhor Filme no último sábado (19). O filme, que acumulou seis prêmios no total, incluindo Melhor Ator para Aílton Graça e o reconhecimento de Melhor Filme pelo Júri Popular, brilhou na premiação.


A avaliação dos vencedores foi realizada por um júri composto por profissionais renomados do meio. A roteirista Elena Soarez, a especialista em pós-produção de som Catarina Apolonio, o diretor Cristiano Burlan, o ator Fabrício Boliveira e a atriz Letícia Colin fizeram parte do grupo responsável pela seleção dos premiados.


Nesta edição, três produções ganharam evidência. Além de "Mussum", os filmes "Tia Virgínia", um drama protagonizado por Vera Holtz, e "Mais Pesado é o Céu" também chamaram a atenção do público. Enquanto "Tia Virgínia" conquistou cinco Kikitos, incluindo o prêmio de Melhor Atriz, "Mais Pesado é o Céu" rendeu a distinção de Melhor Direção para Petrus Cariry, além de outros três prêmios.


A cerimônia foi marcada ainda por homenagem à renomada atriz Léa Garcia. A atriz, que faleceu na terça-feira (15) devido a um infarto no hotel onde estava hospedada em Gramado, recebeu uma comovente homenagem durante o evento. Léa Garcia estava programada para ser homenageada com o Troféu Oscarito do Festival de Cinema, ao lado da também ilustre atriz Laura Cardoso.

Durante a cerimônia, a memória de Léa Garcia foi honrada com aplausos de pé, em uma comoção que uniu artistas e espectadores. Através dessa homenagem, o festival prestou seu tributo a uma carreira marcante e à contribuição significativa da atriz para o cenário cinematográfico e artístico do Brasil.

Comentarios


bottom of page