top of page

Processo de união estável de Gal Costa e Wilma Petrillo paralisa circulação de obras


Processo de união estável de Gal Costa e Wilma Petrillo paralisa circulação de obras
Imagem: De divulgação

Em processo que está correndo desde janeiro deste ano, a viúva de Gal, Wilma Petrillo, pede o reconhecimento de uma união estável, fruto de seu relacionamento de 24 anos com a cantora, e segundo a Folha, esse corre em sigilo.


Wilma também pediu à justiça a posição de inventariante do espólio e a guarda de Gabriel Costa Penna Burgos, filho de Gal, que agora está com 18 anos. Caso as autoridades confirmem o pedido de união, a viúva terá direito a 50% da herança e vai administrar a obra em acordo com Gabriel.


Este processo em torno da herança de Gal tem tornado incerta a liberação de sua obra e de sua imagem para novas produções. A cessão de direitos também tem sido evitada por Wilma, o que têm deixado produtores culturais e ex - funcionários revoltados, alegando inclusive sabotagem da viúva frente a obra da artista.


O filme que contará a vida de Gal, com estreia prevista para outubro deste ano, ainda não sofreu com o julgamento pois sua produção teve aval da própria cantora, mas seus lucros poderão entrar na disputa após o seu lançamento, caso ainda não tenha sido dado o veredito sobre o assunto.


Em matéria do G1, a Defensoria Pública do Estado de São Paulo alegou faltarem documentos para confirmar a união estável. A Justiça informou que solicitou, então, que o filho, Gabriel, fizesse uma declaração reconhecendo ou não o relacionamento.


Segundo a Folha, nem Wilma nem Gabriel se pronunciaram sobre o processo, ou sobre as alegações dadas por terceiros.


Comentários


bottom of page