top of page

BASTIDORES

Historinha escrita com apoio em arquétipos de astrologia. Forças de touro, gêmeos, leão e uma vênus trouxa! LAURA

                              Ai gente! Preciso trabalhar ainda, nem que seja um pouco.

 

ANA

                              Mas é feriado...

 

MEL

                              Ainda tem o roteiro. Tá atrasado. E esse escritório? Ou é guarda-roupa? Difícil hein...

 

LAURA

                              Maldito marceneiro que não cumpre o prazo. Já até reclamei.

 

CLEO

                              (analisando as roupas) Não está tão ruim assim. Pensa que você está acompanhada de um vestido Calvin Klein...

 

ANA

                              Calvin Klein? (começa a fuçar também) Tem um Armani também...

 

LAURA

                              Promoção, gente. Mais barato que calça jeans.

 

MEL

                              Ei! Lembra da história do vestiário? Dos bastidores do vestiário?

LAURA

                              Ah. Agora não. Isso é outra história. Uma coisa de cada vez...

 

ANA

                              Faz tanto tempo que eu não tomo um vinhozinho...tem uma padaria francesa nova aqui perto.

 

MEL

                              Ah vai! A história é boa demais!

 

CLEO

                              (ainda olhando as roupas) Que história? É bafo?

 

LAURA

                              Preguiça...

 

MEL

                              Preguiça de uma boa história, escritora? Puta roda travada.

 

LAURA

                              Histórias têm aos montes. Duro é tempo.

 

ANA

                              Vocês não querem dar uma volta não?

 

MEL

                              (rindo) A mulherada vendo...vendo não: analisando lingerie. Eis que surge a aconselhadora...

 

CLEO

                              Rendadas? Fico linda de vermelho...

 

MEL

                              Ah! Horríveis!

 

ANA

                              Lingerie tem que ser de bom gosto.

 

MEL

                              Hein, hein?! Como foi mesmo que a coach disse?

 

LAURA

                              A senhorinha ficou escandalizada...meu deus...

 

MEL

                              Ah! Disse: “ao escolher”. “Ao escolher, o importante é pensar numa que vai te deixar confortável! Eu mesma, só me sinto confortável com essas aqui ó...”

 

LAURA

                              Ai ai...

 

MEL

                              “Essas que se escondem bem no ‘—‘”. Hahahaha...escreve aí vai?!

 

ANA

                              Dois tracinhos?!

 

CLEO

                              Se liga, Ana! Hahahah...também gosto!

 

ANA

                              Ãh?! Ah...meu Deus! No? Não incomoda não?

 

LAURA

                              Ela não falou esse palavrão aí não;

 

MEL

                              Como não? Falou sim...

 

LAURA

                              Tenho absoluta certeza de que não falou. E também não escrevo nada chulo.

 

MEL

                              Falou o quê então, teimosona?

 

LAURA

                              Não falou e pronto.

 

CLEO

                              Rabo? Rabão? Será?

 

ANA

                              Feio também...

 

MEL

                              A senhorinha ficou escandalizada porquê então?! Você mesma disse...

 

LAURA

                              Pelo assunto em si. Pela indicação da localização da pequena peça. Pela própria retidão moral...

 

ANA

               Ah gente! Deixa de história vai! Hoje é feriado; imagina trabalhar? Não. Vamos sair! Quem sabe a gente encontra o amor da nossa vida.

 

LAURA/ MEL/ CLEO

                              (em coro) Trouxa!

 

CLEO

                              Gente, mas é trouxa demais mesmo...

 

ANA

                              Que isso?!

 

CLEO

                              Vai. Chega. Foca aí. Rápido. Faz teu melhor, amiga. Depois a gente faz aquela maquiagem, coloca o vestidinho Armani e dá umas voltas, hein?! Mas sem as ideias da trouxa...

 

ANA

                              Que desnecessário...

 

CLEO

                              Sinceridade, amor. Nada melhor do que ser independente. Só chega arrasando, ó. Bate um cabelo. Não precisa de mais nada não. “Amor da vida”...

 

LAURA

                              Vocês podem, por favor, deixar eu trabalhar? É rápido...

 

MEL

                              Mas, que se tivesse falado palavrão a história seria mais legal, seria...coloca o palavrão?

 

ANA

                              Vamos abrir um vinho, pelo amor de Deus?!

 

 

CLEO

                              Bora, trouxa! Trouxinha (abraçando Ana).

 

LAURA

                              Vão, vão...olha, traz um pouco de vinho pra mim, hein. Dois dedos só, senão me atrapalho...

 

ANA (a trouxa)

                              Quer um queijinho também?

 

LAURA

                              Boa ideia! Ah...e água por favor...

 

ANA (sempre trouxa)

                              Geladinha?

(Laura acena que sim)

(Ana sai atrás de Cleo)

 

MEL

                              (enquanto Ana e Cleo abrem o vinho na sala)

                              Ei! Ei! Você não vai mesmo escrever a história? Eu posso ajudar com a sua memória...

 

LAURA

                              (respira fundo) Queria escrever primeiro sobre a mulher que dormia de calças jeans.

 

MEL

                              Putz...essa é muito boa também!

 

LAURA

                              Enfim...não prometo.

Comments


bottom of page