top of page

Carol Duarte estreia solo “A Visita” que evoca figura decadente da elite paulista

A Visita, peça com direção de Murillo Basso - diretor de Agnes de Deus, em cartaz atualmente - é o primeiro solo interpretado pela atriz Carol Duarte e através do texto de Aline Klein evoca figura decadente da elite paulista ao expor o adoecimento do pensamento conservador.


Carol Duarte estreia solo “A Visita” que evoca figura decadente da elite paulista
Imagem: Murillo Basso

O conto que inspirou a peça foi escrito durante a pandemia e condensa de maneira crítica e bem-humorada aspectos pessoais e coletivos da experiência que a população atravessa ao longo dos últimos anos, como o ódio às diferenças que deu o tom da esfera pública e do cenário político, invadidos pela avalanche de retóricas intolerantes, até então restritas aos círculos radicalizados, encerrados em seu reacionarismo retraído. Os meios digitais, com sua disseminação e ausência de filtros, deram voz e poder de coesão aos execradores da pluralidade.


Dialogando criticamente com esse quadro, o espetáculo metaforiza o processo de “saída do armário” de personagens ultraconservadores caracterizados pela bizarrice e o faz situando seu enredo em um pequeno e caótico apartamento cuja conexão com o mundo se dá, sobretudo, por meio do aparelho celular, com as bolhas e os vieses de confirmação gerados pelas mídias sociais e correntes de mensagens – produtoras de visões ensimesmadas e conspiratórias da realidade.


No espetáculo, a mulher confinada recebe uma visita inesperada do trabalho. Ao tentar justificar sua situação, e atormentada por uma estranha presença, começa a falar ininterruptamente e se deixa levar por uma torrente de pensamentos até romper com a realidade e mergulhar num discurso ressentido, persecutório e delirante de superioridade. O público se depara a princípio com uma figura complexa, multifacetada, carismática e abjeta, difícil de capturar, difícil de definir, mas que pouco a pouco descortina um pensamento radical e conservador.


A Visita” entra em cartaz no dia 24 de novembro, e fica até o dia 17 de dezembro. Sextas e sábados às 21h30 e domingos às 18h30 no Sesc Belenzinho. Os ingressos estão disponíveis no site da instituição, ou na bilheteria do local.


Comentarios


bottom of page